“Nosso coletivo é forte” comenta Luís Felipe, técnico do Aimoré sub-20

A primeira fase da Copa São Paulo de Futebol Júnior terminou na tarde desta quarta-feira. E apenas um time do interior do Rio Grande do Sul conseguiu carimbar sua passagem à próxima etapa, o Aimoré. O clube de São Leopoldo somou cinco pontos com uma vitória e dois empates. O técnico Luís Felipe, que tem vasta experiência em categorias de base, conversou com o site Sulista FC sobre a campanha até o momento.

Confira a entrevista completa: 

Sulista FC: Como você avalia a primeira fase do Aimoré? 

Luís Felipe: Essa primeira fase foi importante, sabemos que a competição é muito difícil. Mas, conseguimos fazer uma boa estreia contra o Oeste. Onde estávamos ganhando até o último minuto quando foi marcado um pênalti inexistente. Enfim, a arbitragem influenciou muito no resultado de empate. No segundo jogo contra o Flamengo, tivemos um jogo muito difícil e conseguimos um empate importante que deu a possibilidade irmos para o último jogo com mais tranquilidade. Contra o Ji-Paraná, vencemos por dois gols de diferença que era o que precisávamos para não depender de ninguém.

Até onde o Aimoré pode chegar nessa Copa São Paulo? 

Luís Felipe: Na verdade, sabemos que os times grandes sempre chegam com um favoritismo a mais. Mas, o favoritismo é derrubado a cada partida. Primeiro nosso objetivo era fazer uma boa estreia, depois um bom jogo contra o Flamengo e por fim, brigar pela classificação. Agora é manter os pés no chão, manter o foco para que possamos fazer um bom jogo contra o Coritiba, que sabemos que é uma grande equipe. Foi vice-campeão do campeonato brasileiro sub-20. Mas, temos potencial para conseguir essa classificação. O importante é superar degrau a degrau.

O quanto a tua experiência na categoria de base com títulos influência nesses momentos decisivos? 

Luís Felipe: Alguns experiências já, no ano passado fez vinte anos que trabalho com a base. Comecei com 21 anos e desde então passei por diversos clubes do futebol carioca em todas as categorias até mesmo profissional. Na realidade o importante neste momento é passar confiança para esses garotos. Para que eles possam desempenhar o seu melhor. Claro, que já analisamos o adversário e tiramos pontos negativos que podemos explorar. E neutralizar seus pontos fortes também. A fase é totalmente diferente e por ser mata, precisamos minimizar os erros. É manter-se concentrado e com foco para brigar pela classificação.

Por fim, qual é o ponto forte desse elenco? 

Luís Felipe: O ponto forte desse equipe é a coletividade, o coletivo é forte. Temos um goleiro de muita boa técnica que é o Otávio. Temos uma zaga muito consistente com o Darlan, ex Grêmio. Tenho um meio de campo criativo com boa força de marcação, que tem o Guto, Jorge e Carlos. E um ataque muito bom com Rayner e Diego Carioca, ambos disputaram o campeonato de estados da categoria e foram campeões. O equilíbrio é o ponto forte dessa equipe. Por isso, que estamos conseguindo esses objetivos.

Na próxima fase, o Aimoré duela contra o Coritiba, atual vice-campeão brasileiro Sub-20

Internacional contrata Rodrigo Moledo

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *